...
FERNANDA BIANCHINI

Nascida em 5 de outubro de 1978 em São Caetano do Sul, onde morou com os pais António Clóvis Bianchini e Vera Lúcia Coneglian Bianchini até casar-se com Maurice Saad Junior, empresário do ramo têxtil, hoje vive, então, em São Paulo com seu marido e  filhos Maurice Saad Neto, Thiago Bianchini Saad e Beatriz Bianchini Saad. 

 

Seu pai, grande nome para a camada social e cultural brasileira tem uma série de títulos como reconhecimento de seu trabalho, entre eles o de Cruz da Ordem Internacional do Mérito do Descobridor do Brasil Pedro Álvares Cabral, pela Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística Ecológica, Medalhista, Cultural e Educacional em 14 de setembro de 2007.

 

Suas formações familiares e religiosas fazem com que ela e seus dois irmãos possam construir hoje suas vidas com base na cuidadosa e admirável criação que receberam. Louvando sempre a Deus e a importância da família. O que permite hoje que Fernanda, além de construir uma base familiar para seu filho, possa também dar atenção aos seus sete sobrinhos e às suas alunas, que ocupam um papel muito especial em sua vida.

 

Como bailarina formou-se pela Escola Municipal de São Caetano do Sul e pela Fundação das Artes da mesma cidade. Em São Paulo formou-se como fisioterapeuta pela Universidade Bandeirante, realizou sua pós – graduação em Reeducação Postural Global de Ph. Souchard (RPG) com níveis avançados em Coluna Cervical, Escoliose, Streching Global Ativo (SGA) e Lesões Articulares.

Seu mestrado foi realizado com base em Distúrbio do Desenvolvimento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, cuja tese publicada e patenteada foi O Ballet Clássico para Deficientes Visuais: Método Fernanda Bianchini.

 

Dedicou-se muito ao estudo por meio de cursos de extensão universitária em Linfologia e Drenagem Linfática Manual. Participação em Congressos de Fisioterapia nas áreas de Dermato-Funcional, Ortopedia e Traumatologia e Distúrbios Sensoriais.

É professora voluntária de Ballet para Cegos na Associação Fernanda Bianchini. Responsável pelo único grupo profissional de bailarinas cegas no mundo.
Ministrou o curso sobre o Método de Ballet para cegos Fernanda Bianchini na própria Associação para educadores físicos da grande São Paulo e para educadores físicos, bailarinos e fisioterapeuta em Manaus na Secretaria de Educação e Cultura.

 

Participou juntamente com o grupo de dança da Associação Fernanda Bianchini em Festivais e Encontros de Dança: Festival de Inverno de São Paulo pela RV Promoções, Festival de Joinville, Festival de Indaiatuba, Festival de Campos do Jordão, Festival Internacional de Osasco, Apresentação no Criança Esperança, Abertura do Parapanamericano no Maracanãzinho juntamente com a Orquestra regida pelo Maestro João Carlos Martins, participamos do evento Somos Todos Brasileiros em 2013 e 2015, em 2012 participamos do encerramento das Paraolimpíadas em Londres. . Situações em que pôde apresentar o resultado de toda dedicação que tem ao trabalho que realiza com tanto amor.

 

Foi jurada da Dança dos famosos no Domingão do Faustão, do qual recebeu uma homenagem no bloco Aguenta Coração, momento este que apresentou a Associação e seu trabalho para o Brasil e para o mundo. Também é palestrante em empresas sobre a superação dos limites através da arte, assunto sobre o qual pode falar com propriedade, uma vez que a partir da dança, arte sem fronteiras, possibilita a inclusão social e o trabalho com uma série de adolescentes. 

 

A  Associação  Fernanda Bianchini, existente há 20 anos, oferece gratuitamente cursos de danças para deficientes como, Ballet Clássico, Sapaetado, Dança de Salão, Expressão Corporal e Teatro, para crianças, adolescente, adultos e pessoas da terceira idade.  O ensino é aplicado a partir do método pioneiro desenvolvido por ela mesma para ensinar dança e derrubar todas as barreiras e preconceitos sociais, já que elas têm a dança como uma motivação de vida e a superação dos seus próprios limites.

 

Mesmo com todas as dificuldades enfrentadas para a realização deste trabalho exemplar, a determinação da bailarina vai além de todos os limites. Hoje o seu grupo realiza apresentações em vários Estados brasileiros, além dos muitos convites para dançar para empresas que priorizam espetáculos de superação de limites. Apresentaram-se em diversos programas e receberam, em 2005, a ilustre visita dos Bailarinos do Balé Real da Dinamarca. Em 2007 receberam a visita do bailarino mais famoso do mundo; Mikhail Baryshnikov e sua Cia.; em 2008 receberam o Russian State Ballet e a Cia de David Parsons que presenteia o grupo com uma de suas coreografias.

A profissional ainda atua como Fisioterapeuta de uma rede de clínicas que leva seu nome.
 

Como reconhecimento de seu exímio trabalho profissional e social recebeu algumas homenagens, dentre elas as importantes: Dama comendadora do Estado de São Paulo, comenda dada em 2003 pelo órgão da Cultura Brasileira de São Paulo; título de cidadã emérita de São Caetano do Sul pelo vereador Tite Campanella – 2004; Prêmio Os Melhores do Ano de Empreendedora Cultural da Revista Livre Mercado – 2005; Grande Medalha Di Thiene das mãos do prefeito José Auricchio Junior por ser a personalidade imortal de maior destaque da cidade de São Caetano do Sul; homenagem no Livro Nossa Gente: Nossa Cara, como uma personalidade que se destacou na cidade de São Caetano do Sul devido a seus projetos sociais e culturais com lançamento em 2006; e ainda em março de 2008 foi homenageada pelo Diário do Grande ABC devido seu projeto social, por destaque na sociedade do grande ABC. E em setembro de 2008 recebeu a Medalha do Mérito Educativo pelo SIEEESP, sindicato das escolas particulares. Em 2014 Vencedora do prêmio Paulistano Nota 10 da Revista VejaSP. Em 2015 participou do Festival Faber des Tanzes na Alemanha. 

 

“Dançar... 
 
Na arte de viver Dançar faz bem
Dançar com emoção e com o coração 
Desinibir a alma Sentir-se calma
Atingir o som de cada movimento 
Sentir-se levada pelo vento 
Ser capaz de modificar o astral como uma bola de cristal 
Desinibir os sentimentos nos movimentos lentos
É bom dançar Ver o mundo mais bonito 
Dançar por um desejo infinito 
Realizar sonhos que a vida nos dá como tesouro.”


- Esta poesia demonstra meu amor pela cidade de São Paulo, uma cidade de muitas culturas, de muitos desejos, de muitas necessidades, uma cidade que consegue se destacar no coração de povos tão distintos e de pessoas tão iluminadas que desenvolvem nela diversas.
Fernanda Bianchini

COLABORE COM AS BAILARINAS!

São milhões de deficientes pelo Brasil que podem se beneficiar do poder transformador da arte. Precisamos da sua ajuda para crescer! Faça sua doação agora ou adote uma de nossas bailarinas!

ENDEREÇO

Rua Domingos de Morais, 1.765

São Paulo - SP 04009-003 -

Vila Mariana

ciaballetdecegos@gmail.com

CONTATOS

(11) 5084-8542

TEL 2

(11)5084-6063

SAIBA COMO AJUDAR:

FIQUE POR DENTRO:

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White Twitter Icon

PATROCÍNIO:

APOIO:

© 2019 Associação Fernanda Bianchini - Cia Ballet de Cegos